domingo, 5 de maio de 2013

A sociedade colonial




            A sociedade colonial caracteriza-se pelo patriarcalismo, escravatura e latifúndios. Foi composta pelo índio, negro e branco.
            Havia uma rivalidade entre as tribos indígenas, que colaborava para o domínio dos europeus sobre elas. Os indígenas, ao serem escravizados, adquiriam o pau-brasil e levavam até às caravelas, onde seriam transportados para a Europa.
            Com o tempo, a escravidão indígena passou a ser proibida pela Igreja Católica, e a única exceção na lei para que pudessem escravizar os indígenas seria através da Guerra Justa ( caso o indígena representasse uma ameaça para o europeu).
            As missões eram aldeamentos, onde os indígenas eram catequizados e os colégios eram locais onde os filhos dos colonos se preparavam para estudar nas universidades europeias.
            Um ritual muito combatido pelos europeus foi a antropofagia, em que os indígenas comiam pessoas que eles consideravam virtuosas.
            Gradualmente, a mão de obra indígena passou a ser substituída pela mão de obra do negro africano, devido às fugas dos índios, o lucrativo comércio de escravos e a proibição da Igreja quanto à escravização do índio.
            Havia um conflito entre o mercador de escravos e a Igreja quanto ao batismo do negro. A Igreja desejava que ele fosse batizado antes do embarque, mas muitos morriam na travessia e o mercador perdia dinheiro. Então, passaram a batizá-lo somente após o desembarque, pois assim o mercador pagaria somente pelo batismo dos negros que conseguissem chegar vivos ao nosso litoral.
            Os principais grupos de africanos que vieram ao Brasil foram bantos e sudaneses.
            Havia diversos tipos de tortura contra o negro, tais como o tronco, bacalhau, vira-mundo, gargalheira, palmatória, castração e amputação. No entanto, o negro também resistia, praticando abortos, suicídios, fugas, envenenamento da comida dos senhores e reunindo-se em quilombos.

Adelino Francklin 

Sugestões de links:

1- Tente desvendar os oito casos sobre a escravidão no Brasil através do Detetives do Passado, desenvolvido pela Unirio. Clique aqui.

0 comentários :

Postar um comentário