segunda-feira, 6 de maio de 2013

Dicionário de História

O Dicionário de História elaborado pelo História com Mídias apresenta palavras que surgem com frequência nos livros didáticos e textos de História.

Abdicação: renúncia; desistir; abandonar; deixar o cargo.
Abolição: acabar; extinguir.
Absolutismo: sistema de governo em que o governante tem poderes absolutos; despotismo, tirania.
Advento: Vinda, chegada; aparecimento, começo.
Antissemitismo: aversão aos semitas; preconceito ou hostilidade aos judeus.
Antropocentrismo: o homem como centro
Antropofagia: prática institucionalizada de consumo de carne humana por seres humanos; ger. com caráter ritual.
Antropozoomorfismo: seres com forma de homem e animal.
Arianismo: exaltação da raça ariana; heresia cristã fundada no século IV por Ario, no Egito. A sua doutrina baseava-se essencialmente no princípio da negação de Cristo como divindade.
Aristocracia: forma de governo em que o poder é exercido apenas por pessoas privilegiadas.
Comunismo: doutrina ou movimento social e político que defende a transformação total da sociedade capitalista e o estabelecimento de uma sociedade igualitária; regime que pretende instaurar a sociedade prevista por essa doutrina, e no qual o Estado, como representante da coletividade, é o principal agente político e econômico.
Concomitantemente: ao mesmo tempo.
Constituição: lei fundamental num Estado, que contém normas sobre a formação dos poderes públicos, direitos e deveres dos cidadãos, etc.; carta constitucional.
Democracia: governo do povo; soberania popular; doutrina ou regime político baseado nos princípios da soberania popular e da distribuição equitativa do poder.
Depressão: período de declínio acentuado na atividade produtiva e no emprego.
Ditadura: Forma de governo em que todos os poderes se enfeixam nas mãos dum indivíduo, grupo, partido ou classe.
Divergência: diferença.
Dualismo: crença em dois deuses.
Empirismo: Doutrina que admite que o conhecimento provenha unicamente da experiência.
Especiaria: qualquer produto vegetal, aromático (cravo, canela, pimenta, etc.), us. para condimentar iguarias
Hedonismo: tendência a considerar que o prazer individual e imediato é a finalidade da vida
Hegemonia: domínio.
Imperialismo: política de expansão e domínio territorial e/ou econômico de uma nação sobre outras.
Império: .Monarquia cujo soberano tem o título de imperador ou imperatriz; o território desse Estado; Estado poderoso e/ou muito vasto.
Índex: lista de livros proibidos pela Igreja Católica.
Indulgência: perdão dos pecados.
Laconismo: agir mais e falar menos.
Latifúndio: grande propriedade de terras.
Legado: herança.
Liberalismo: atitude dos que defendem a propriedade privada, as reformas sociais graduais, as liberdades civis e a liberdade de mercado.
Lusofobia: aversão aos portugueses.
Macarthismo: período de intensa patrulha anticomunista nos EUA no fim da década de 1940 até meados da década de 1950.
Mais-Valia: na economia marxista, valor não remunerado que o trabalho assalariado acrescenta aos bens produzidos, e que é a real fonte de lucro dos capitalistas
Mercantilismo: política econômica das monarquias absolutas; doutrina econômica que defende ações do estado visando a obtenção de um saldo positivo, nas transações do país com o exterior.
Minifúndio: pequena propriedade de terras.
Missões: aldeamento formado para a catequização de indígenas.
Monarquia: Estado ou forma de governo em que o soberano é monarca.
Monocultura: cultura exclusiva de um produto agrícola.
Monoteísmo: crença em um único Deus.
Nacionalismo: preferência marcante por tudo que é próprio da nação à qual se pertence; patriotismo; doutrina política que reivindica para os povos o direito de formar nações, organizadas politicamente em Estados soberanos.
Neocolonialismo: colonialismo do século XIX; Imperialismo.
Oligarquia: governo de poucas pessoas, pertencentes ao mesmo partido, classe ou família.
Ostracismo: afastamento das funções políticas; cair no esquecimento;
Outorgada: imposta.
Parlamentarismo: regime político em que o gabinete, constituído pelos ministros de Estado, é responsável perante o parlamento, que através dele governa a nação.
Pelego: aquele que, nos sindicatos, trabalha sorrateiramente contra os interesses dos trabalhadores.
Pioneirismo: primeiro.
Plantation: tipo de sistema agrícola baseado na monocultura, mercado externo, latifúndio e escravidão.
Plebiscito: voto da população com poder de decisão.
Policultura: cultura de muitos produtos agrícolas em determinada área.
Politeísmo: crença em vários deuses.
Populismo: conjunto de práticas políticas que consiste no estabelecimento de uma relação direta entre as massas e o líder carismático.
Proletariado: trabalhadores.
Promulgada: estabelecida; discutida.
Racionalismo: doutrina que privilegia a razão como fonte do conhecimento.
Recessão: período de baixo crescimento ou de declínio da atividade produtiva e do mercado (menos severo do que numa depressão).
República: forma de governo em que um ou vários indivíduos eleitos pelo povo exercem o poder supremo por tempo determinado.
Respectivamente: em ordem; de maneira ordenada.
Secessão: separação.
Sedentarismo: Que tem habitação fixa.
Simonia: venda de “relíquias sagradas”.
Socialismo: conjunto de doutrinas que se propõem promover o bem comum pela transformação da sociedade e das relações entre as classes sociais, mediante a alteração do regime de propriedade.
Talassocracia: governo de origem marítima.
Teocentrismo: Deus como centro.
Teocracia: governo de origem divina.
Totalitarismo: é um sistema político no qual o Estado não reconhece limites à sua autoridade.
Usura: juro de capital.
Voto censitário: limitação do poder de voto àqueles que possuem determinada renda anual.
Xenofobia: aversão aos estrangeiros.

0 comentários :

Postar um comentário