segunda-feira, 6 de maio de 2013

Independência ou Morte!




No Museu Paulista, é possível ver e admirar a grandiosa obra de Pedro Américo sobre a Independência do Brasil. A tela, de 1,15m de altura por 7,60m de comprimento foi encomendada por D. Pedro II. O artista começou a obra em 1885, período em que o Segundo Reinado já estava em decadência. A tela, “Independência ou Morte”, como é chamada, é carregada de um simbolismo e não corresponde fielmente aos fatos históricos do ano de 1822. Pedro Américo não vivenciou o fato e mesmo que tivesse conhecimento sobre o acontecimento através de fontes históricas, não era o seu objetivo transmiti-lo com veracidade nessa obra.
            Alguns aspectos expressos na cena, não condizem com real situação que existiu no momento do fato, tais como o cavalo, que na verdade era uma mula, a roupa elegante, que não caberia àquele momento, a casa no fundo, que provavelmente não existia na época. É bem conhecida a história de que D. Pedro I estivesse com uma diarreia no dia 22 de setembro de 1822, e certamente não estaria com aquela pose da imagem.
            Contudo, o artista não tinha por objetivo se prender as estas nuances e sim mostrar o que melhor contribuiria para a comemoração da Independência do Brasil e elevar o nosso sentimento de nacionalidade. Mesmo “o Grito do Ipiranga” tendo recebido uma versão fantasiosa através da tela “Independência ou Morte”, é admirável a riqueza de detalhes encontrados nessa obra valiosa.   

Adelino Francklin

Sugestões de links:

1- Adquira mais conhecimentos com o jogo de tabuleiro sobre a independência do Brasil. Clique aqui.
2- Assista aos vídeos sobre o livro 1808 de Laurentino Gomes. Clique aqui. 

0 comentários :

Postar um comentário