domingo, 5 de maio de 2013

UPF- 2012


1. (Upf 2012)  Sobre a mineração que se desenvolveu no Brasil colonial, podemos afirmar:
a) Contribuiu para a decadência do ciclo açucareiro, pois os grandes senhores de engenho abandonaram suas lavouras para se dedicar à mineração.   
b) Contribuiu para o desenvolvimento da produção açucareira, na medida em que gerava capitais para serem investidos nesta atividade agroexportadora.   
c) Contribuiu para o desenvolvimento do mercado interno, na medida em que criou um importante centro consumidor de produtos de subsistência de outras regiões.   
d) Não favoreceu em nada o mercado interno, pois os raros produtos de subsistência que não eram produzidos na região eram importados da Europa.   
e) Não contribuiu em nada para o mercado interno da Colônia, pois a zona de mineração era centro consumidor de gêneros de subsistência em proporções insignificantes.   
  
2. (Upf 2012)  Em setembro de 1822, o príncipe regente Dom Pedro proclamou a separação do Brasil em relação ao reino de Portugal. Sobre a independência do Brasil é correto afirmar:
a) Modificou parcialmente as estruturas do país, pois, embora tivesse mantido o latifúndio, a monocultura e a escravidão, o Brasil tornou-se política e economicamente independente.   
b) Não modificou o país em profundidade, pois manteve a concentração da terra, a monocultura e a escravidão.   
c) Modificou o país, pois a Lei de Terras propiciou um maior acesso à terra pela população.   
d) Não chegou a modificar o país concretamente, pois as ideias de fim de escravidão e de adoção de uma política agrária para o país não foram cumpridas, como queriam os cafeicultores.   
e) Representou um avanço social, pois o país passou a ser governado por uma família real cuja mentalidade era abolicionista.   

3. (Upf 2012)  Em 1970 o Brasil tornou-se tricampeão mundial de futebol na Copa do Mundo, realizada no México. Sobre esta conquista, pode-se afirmar:
a) Propiciou uma operação de propaganda do governo Médici, tentando associar a conquista ao regime autoritário.   
b) Não teve qualquer repercussão no campo político, por se tratar de um acontecimento estritamente esportivo.   
c) Alentou o trabalho das oposições, que deram destaque à capacidade do povo brasileiro de realizar grandes proezas.   
d) Favoreceu o projeto de abertura do general Geisel ao criar um clima de otimismo pelas realizações do governo.   
e) Alcançou repercussão muito limitada, pois os meios de comunicação não tinham a eficiência que têm hoje.   
  
4. (Upf 2012)  A República Velha (1889-1930) no Brasil teve na chamada “Política dos Governadores” um dos seus elementos mais caracterizadores. O objetivo desta política era:
a) Fortalecer o poder central diante do fortalecimento das oligarquias estaduais.   
b) Dissolver as oligarquias rurais, concentrando o poder nos governos estaduais.   
c) Promover o fortalecimento da Federação do Brasil, dividindo o poder entre Estados fortes e fracos no país.   
d) Enfraquecer as alianças oligárquicas estaduais que comprometessem nas eleições a sucessão presidencial.   
e) Harmonizar os interesses dos Estados mais ricos, ao mesmo tempo em que favorecia os objetivos do poder central em relação à política nacional.   
  
5. (Upf 2012)  O Medievo tem como marco inicial a migração de povos chamados bárbaros para a Europa Ocidental. Sobre esse processo de migração é incorreto afirmar:
a) Suas monarquias estavam baseadas na força militar.   
b) Os reis “bárbaros” eram proprietários dos reinos comandados por suas dinastias, fracionando-os entre seus herdeiros quando da morte do rei.   
c) Muitos grupos foram conduzidos a migrar devido à pressão do avanço dos hunos às planícies da Europa Oriental.   
d) Os contatos anteriores com os romanos haviam estabelecido trocas culturais expressivas, como a adoção do arianismo, forma de cristianismo, e a adoção de elementos do direito romano por alguns dos grupos germânicos.   
e) Sua noção de Estado era sólida, mas a concepção territorial previa mobilidade contínua até o esgotamento das riquezas de cada região de migração.   
  
6. (Upf 2012)  A Revolução Inglesa de fins do século XVII pode ser considerada como a primeira revolução burguesa no continente Europeu. Sobre esta revolução é correto afirmar:
a) O Parlamento e os monarcas tinham a mesma posição em relação à necessidade de impostos para a manutenção do Estado e a confiança de que o rei decidia sobre essa questão.   
b) Jaime I e Carlos I reorganizaram o Estado com seu comando forte e centralizador, deixando o legado da eficiência para os próximos monarcas.   
c) As condições econômicas e políticas estiveram estáveis durante o período pré-revolucionário.   
d) A Carta dos Direitos sagrou-se como documento de valor constitucional e foi aceita pelo casal Guilherme e Maria, novos monarcas por declaração do Parlamento.   
e) As divergências entre anglicanos e calvinistas foram um elemento essencial do processo revolucionário, que findou com a aceitação da mesma religião por todos.  

7. (Upf 2012)  Com relação à civilização hebraica é incorreto afirmar:
a) O denominado “Cativeiro da Babilônia” constituiu-se no processo de diáspora dos hebreus da região da Palestina. Esse processo os tornou um povo vagante desde aquela migração forçada e consequente dispersão de sua civilização - situação só reparada com a criação do Estado de Israel em 1948.   
b) Suas leis foram sistematizadas a partir de reelaborações de códigos de várias civilizações do Oriente Próximo, todavia, apresentaram uma novidade em relação às demais ao defender os pobres, viúvas e órfãos.   
c) A defesa de um deus uno, transcendente e bom implicava a vivência ética e moral visando à salvação futura de cada um.   
d) A consideração de si mesmos como “povo eleito” incutia nos hebreus a responsabilidade de serem exemplos de moralidade e vivência para as demais civilizações antigas.   
e) A importância dedicada à história devia-se à compreensão de que é na atuação temporal/cotidiana que se está constituindo o caminho para a salvação futura.   
 
Gabarito:  

Resposta da questão 1:
 [C]

A mineração foi responsável pela ocupação de regiões do interior da colônia, pelo grande crescimento populacional, pela dinamização de outras atividades econômicas e criação de um mercado interno, com maior riqueza na colônia, que possibilitou um aumento de consumo de produtos artesanais e da agricultura de subsistência.  

Resposta da questão 2:
 [B]

A Independência foi um movimento essencialmente político, que retirou o Brasil do domínio português, mas preservou as estruturas socioeconômicas tradicionais.   

Resposta da questão 3:
 [A]

O governo Médici é considerado como o mais autoritário e repressor do período da ditadura militar. Ao mesmo tempo em que promoveu perseguições, execuções e censura, utilizou a propaganda para promover o ufanismo nacionalista na população e usou as conquistas esportivas para esse intento, destacando-se a conquista do tricampeonato de futebol no México.  

Resposta da questão 4:
 [E]

A “Política dos Governadores” foi um acordo que envolvia o governo federal – controlado por paulistas e mineiros – e os governos estaduais de outras regiões, com o intuito de apoio mútuo. Na verdade a presidência da República necessitava ter maioria no Congresso Nacional, formado por deputados e senadores de todos os estados brasileiros.  

Resposta da questão 5:
 [E]

A migração dos povos bárbaros teve início no século III e contribuiu para desestabilizar o Império Romano, que se esfacelou – no ocidente – dois séculos depois. No século V começa o “Medievo”, ou Idade Média, caracterizado pela formação do feudalismo, estrutura em que o poder conheceu significativo processo de pulverização, com o enfraquecimento do Estado.  

Resposta da questão 6:
 [D]

No século XVII a Inglaterra vivenciou duas revoluções: a Revolução Puritana, marcada pela Guerra Civil e pela decapitação do rei, e, no final do século, a Revolução Gloriosa, que extinguiu a dinastia Stuart e o absolutismo, sendo que o novo rei, Guilherme de Orange, teve de se submeter às imposições do Parlamento.  


Resposta da questão 7:
 [A]

O “cativeiro da Babilônia” se refere ao período em que os hebreus do Reino de Judá foram dominados pelos assírios e milhares foram deportados para a Babilônia e parcialmente escravizados.  

0 comentários :

Postar um comentário